Johnny Express

O curta animado Johnny Express é incrível e nos faz pensar um pouco sobre viagem. Em muitos lugares, chegamos como se fossemos o dono do ambiente, subvertendo a situação de turista que deveria conhecer e se integrar na cultura local para impor algo.

Uma vez, viajando para Paris , um amigo brasileiro comentou que todos os americanos tentavam iniciar as conversas falando inglês, desrespeitando e impondo um “Hello” em vez do tradicional “Bonjour”. Ninguém gosta de ser obrigado a fazer algo que não quer, e muito menos de falar uma lingua que não é a sua lingua materna apenas porque vive numa cidade que recebe muitos turistas. Em Roma , coma como os romanos. Na minha experiência pessoal, pude verificar e quebrar vários mitos sobre nacionalidades e seus temperamentos em relação e estrangeiros: Americanos são distantes, alemães são frios, portugueses são ignorantes e franceses são rudes.

Quem já não ouviu estas afirmações arrebatadoras?

Nunca tive problema em criar amizades com americanos, ri e bebi muita cerveja com alemães de todas as partes do país, já me diverti em conversas históricas com portugueses e me surpreendo a cada dia com a delicadeza e o comprometimento dos franceses. Existe algum segredo para isso? Não deveria ser: Sorriso aberto, respeito e a forte intenção de demonstrar ao seu anfitrião que você está ali para aprender com ele, viver com ele e crescer com ele.

Good morning, Guten Tag, Olá e Bonjour nunca mataram ninguém.