ROTEIRO PÉ NA ESTRADA: Las Vegas, Yosemite, Mammoth Lakes, Grand Canyon e San Francisco (Parte 1)

Foram meses de planejamento, mas no final, o resultado: 21 dias, 13 cidades americanas em 3 diferentes estados: Califórnia, Arizona e Nevada. Nada mais, nada menos do que 4.200 km percorridos de carro por estradas infinitas, cenários encantadores e paisagens simplesmente mágicas.

penaestrada_01_05f

De cidades gigantes e cosmopolitas como San Francisco com sua cena musical e artística efervescente até a calma sem fim das planícies, montanhas e lagos do Yosemite National Park. Da grandeza e da magnitude do espetacular Grand Canyon que nos deram gás e paz para completar as férias até a agitação dos bastidores dos estúdios de cinema da Warner Bros, Disney Animation e Universal Studios, ali frente a frente com cenários, atores e objetos de cena dos grandes clássicos de Hollywood.

Por falar nisso, teve Hollywood também. Teve as loucuras de Las Vegas. Teve o mar de Big Sur, Monterey e Carmel (até baleia a gente viu!). Teve de tudo, e foi tudo incrível. De longe, a viagem mais incrível que já fiz, e olha que já rodei um pouquinho. Então, para te ajudar a planejar a sua próxima viagem incrível também, existem duas formas: este roteiro completo abaixo com todos os detalhes da viagem ou os próprios vídeos, foram 19 resumos super bacanas e você pode ver todos e viajar junto comigo nesta playlist especial. Clique.

Prontos para o roteiro? Vamos embarcar!

DIA 1

(Assista ao vídeo deste dia)

Voo Brasil/Estados Unidos

  • São Paulo – Dallas (American Airlines)
  • Dallas – Las Vegas (American Airlines)

O que achamos: O voo foi reservado diretamente com a American Airlines. O primeiro trecho foi bem bacana, com bastante opção de entretenimento com filmes, séries, documentários, jogos e desenhos animados. As refeições, como em todos os voos, são bem razoáveis, mas foram bem servidas e na parte de bebidas tivemos sucos, refrigerantes, água, café, vinho tinto ou branco e cervejas americanas. O atendimento da equipe de bordo me deixou a desejar bastante nas últimas cinco vezes que voei com a companhia, mas não chega a ser ruim. Na chegada a Dallas, dois problemas: A conexão estava com o horário brasileiros e não com o horário local na passagem impressa. Acreditávamos que tinham 5 horas na cidade e tínhamos apenas 1 hora. E na imigração, o agente americano nos fez duas dezenas de perguntas, pediu para ver todas as reservas, cartões de crédito e dinheiro e nos questionou diversas vezes porque estávamos a fazer uma viagem de férias tão longa. Bem diferente de outras imigrações que sempre passo em Miami ou Orlando, por exemplo, que são sempre bem simples, rápidas e amigáveis, este agente foi bem chato e até ríspido, mas no final tudo deu certo.


DIA 2

(Assista ao vídeo deste dia)

CHECK-IN

  • Hotel: Planet Hollywood Resort & Cassino (site)
  • Diária: U$ 75,00 (Apartamento duplo, cama King Size)

O que achamos: Extremamente bem localizado, no centro da The Strip, a avenida principal de Las Vegas. O hotel é gigante e tem centenas de atrações dentro dele, como cassinos, salas de jogo, teatros, cinemas, bares, supermercado, lojas de conveniência, um shopping com mais de 300 lojas e restaurantes para todos os gostos. Os quartos são decorados com temas de filmes famosos e com itens reais utilizados na gravação. Fica a poucos passos do Bellagio e de outros resorts e cassinos famosos, como o Paris Paris e o Venetian.

O que não gostamos: A taxa de resort é abusiva: U$ 25, 00 por quarto, por diária. A taxa dá direito a acessar as áreas de lazer e piscina de outros hotéis da rede Ceasar’s, mas continua sendo um custo não planejado alto.


DIA 3

(Assista ao vídeo deste dia)

Separamos o 3º dia em Vegas para visitar lojas, cassinos, jogar um pouco e ver todas as atrações turísticas. Tudo pode ser feito a pé e você não paga nada para entrar ou estacionar nos hoteis. Alguns hotés de rede tem transporte via monorail entre os diferentes locais, também gratuitamente. Você pode deixar para alugar carro apenas quando for sair de Vegas ou

LOJAS VISITADAS

  • M&M World (Loja oficial da marca de chocolate com alimentos, bebidas, roupas, acessórios, brinquedos, etc)
  • Coca-Cola World (Loja oficial da marca com alimentos, bebidas, roupas, acessórios, brinquedos, etc)
  • Hershey’s World (Loja oficial da marca de chocolate com alimentos, bebidas, roupas, acessórios, brinquedos, etc)
  • Ross Dress for Less (Roupas, acessórios e eletrônicos)
  • Marshall (Roupas, acessórios e eletrônicos)
  • Bubba Gump (Restaurante de frutos do mar com bar temático)
  • High Roller (Rua com lojas e restaurantes bem bacana e descolada e com a maior roda-gigante do mundo)

HOTÉIS, RESORTS E CASSINOS VISITADOS

  • Planet Hollywood
  • Paris Paris
  • Mandalay Bay
  • Luxor
  • MGM Grand
  • Bellagio
  • Flamingo
  • LYNX

O que achamos: É bem bacana simplesmente andar sem rumo em Vegas. Conhecemos diversos resorts diferentes e seus cassinos com temáticas diferentes. As lojas de grandes marcas como Coca-Cola e M&M’s são um show a parte. A da Coca-Cola tem 2 andares e da M&M’s nada menos de 5 andares, tem até um cinema 5D lá dentro. Dá pra perder horas nas lojas que possuem artigos únicos e andando entre um cassino e outro você descobre diversos pontos não famosos, mas igualmente diferentes e curiosos. No final do dia, passeamos na High Roller, rua temática que fica ao lado do hotel LYNX. Esta rua tem diversos restaurantes e bares espetaculares, pode ir em qualquer um sem medo. A roda-gigante no final da rua é um show a parte. No final do dia, vimos o famoso show de águas do Bellagio (gratuito e acontece a cada 15 minutos a partir das 18h) e jantamos no Bubba Gum, rede de restaurantes com o tema do filme Forrest Gump, estrelado por Tom Hanks. O jantar para duas pessoas com bebidas alcoólicas saiu por U$ 65,00.

O que não gostamos: O calor entre Março e Novembro é insuportável, podendo chegar facilmente a 50º. Afinal, estamos no deserto. Beber muita água (ou cerveja, como os turistas geralmente fazem desde as 6h da manhã) é indispensável e um bom protetor solar também não pode faltar. Os restaurantes estão sempre lotados e é bom reservar com antecedência. Por ser liberado beber a qualquer hora do dia e no meio da rua, diferente do resto dos EUA, é fácil encontrar gente muito bêbada pela manhã, passando mal e vomitando na rua a noite e policiamento extensivo em dias de lutas do UFC ou de eventos importantes, o que acaba limitando a circulação. Não recomendo muito crianças em Vegas, apesar de ter atrações em que elas podem sim se divertir, você vai estar no meio do deserto onde é festa 24 horas por dia. Mulheres (e homens) seminus andam livremente a qualquer hora do dia ou madrugada e algumas pessoas podem não curtir muito essa exposição. Mas é Vegas, é divertido! 😉


DIA 4

(Assista ao vídeo deste dia)

ALUGUEL DE CARRO

  • Locadora: Priceless (site)
  • Diária: U$45,00
  • Carro: Alugamos um Toyota Corolla, mas recebemos upgrade gratuito para uma SUV. Escolhemos a Kia Sorento, mas trocamos no 2º dia pela Kia Sportage, que era menor e gastava menos combustível. No geral, a experiência com a locadora foi super bacana. O atendimento foi primoroso, rápido e os dois carros que utilizamos estavam muito novos (modelos 2015), pouca quilometragem e com revisões em dia, além de serem confortáveis e modernos. Super indico.

VIAGEM ATÉ O GRAND CANYON

Existem 3 pontos principais para se visitar o Grand Canyon e você pode ir para todos saindo de Vegas:

  • West: 195 km de Vegas (2 horas de viagem)
  • South: 450 km de Vegas (4h30 de viagem)
  • North: 400 km de Vegas (4h de viagem)

Segundo todas as indicações, o lado South é disparado o melhor e com melhores vistas. O ingresso ao parque nacional custa U$ 30 e dá acesso ao lado South e North para um carro (até 7 pessoas) durante 7 dias consecutivos. Fizemos o bate e volta no mesmo dia e não recomendamos. O ideal é se hospedar num hotel próximo ao Grand Canyon, aproveitar por mais horas (é tudo gigante!), dormir e voltar para a estrada no dia seguinte. Conseguimos, mesmo cansados, ver muita coisa (dá uma olhada no vídeo no link acima) e a emoção de estar num ícone do planeta Terra vale a pena de qualquer forma. Também é possível ir com excursões de ônibus ou de helicóptero saindo de Vegas.

Ah, antes de pegar a estrada final para o Grand Canyon, faça um leve desvio para Boulder City, um condado super simpático e ótimo pit-stop antes da maior parte de estrada. Também é nesta cidade que fica a Hoover Dam, outrora maior obra da humanidade e maior represa dos EUA, ela perdeu o posto de maior do mundo, mas continua incrível. A entrada é gratuita, mas o estacionamento próximo custa U$ 10,00 por carro e passeios mais completos por dentro da estrutura e acompanhados de guia (inglês ou espanhol) custam a partir de U$ 17,00 pro pessoa.


DIA 5

(Assista ao vídeo deste dia)

CHECK-IN

  • Hotel: Hotel Death Valley Inn & RV Park (site)
  • Diária: U$ 77,95 (apartamento duplo)

O que achamos: O hotel é super simples, mas fica próximo ao Death Valley, o Vale da Morte e tem estrutura de cidade pequena, mas que serve muito bem de apoio, já que estamos no meio do nada: posto de gasolina, restaurantes, supermercado, farmácias, etc. O quarto tinha ar-condicionado novo, cama king size, TV a cabo e cofre. O banheiro era apertado, mas limpinho. Ainda tinha uma pequena área de lazer com piscina, mas não utilizamos. A recepção não funciona durante a madrugada, então é bom avisar antecipadamente o seu horário de chegada.

DEATH VALLEY

O parque nacional do Vale da Morte é incrível, mas perigoso: é o lugar mais quente da Terra (temperaturas registradas de 77º) e a visita aos pontos principais é recomendada somente até as 10h da manhã. Existem rotas cênicas para se fazer de carro, desertos de sal e diversos pontos para se fazer trilha. A entrada para o parque nacional custa U$ 20 por carro e vale por 7 dias.


DIA 6

(Assista ao vídeo deste dia)

CHECK-IN

  • Hotel: Quality Inn near Mammoth Mountain Ski Resort (site)
  • Diária: U$ 89,00
  • O que achamos: Hotel super bacana, limpo, com café da manhã incluído e farto e pertinho dos lagos de Mammoth Lakes, além de ficar próximo a rodovia que leva ao Yosemite National Park (55 minutos de carro). O quarto era amplo, recepção 24 horas por dia e estacionamento coberto no subterrâneo. A localização não poderia ser melhor, próximo a supermercado, centro comercial, restaurantes de rede e locais, lojas de artesanato e bares noturnos.

O ROTEIRO

Mammoth Lakes foi uma grata surpresa. Como os hotéis dentro do parque Yosemite são muito caros, optamos por ficar na cidade que fica a pouco menos de 1 hora do parque, apenas como dormitório, mas descobrimos que se tratava de uma cidade única e espetacular: Rodeada por montanhas, existe uma rota cênica (confira no vídeo acima) com 7 lagos um atrás do outro, a entrada é gratuita e no verão as tarifas de hotéis e também de lazer da cidade vão lá pra baixo, já que o foco da cidade é no inverno, onde uma horda de turistas invade para aproveitar as montanhas cheias de neve e praticar esportes de inverno.

DSC00934

Mas nós curtimos muito a cidade sem neve mesmo: nadamos nos lagos, tiramos uma soneca em cadeiras que ficam na beira de cordilheiras que parecem cenário de filmes e você ainda pode alugar caiaques ou barcos para curtir o Twin Lake, dois lagos gigantes interligados por um pequeno fio de água que não deixa nada a desejar ao melhor clube de campo que você já foi na vida. Tranquilidade, paz e cenários imperdíveis. No final da noite, jantamos e curtimos cervejas artesanais na Mammoth Brewing Company (site). O jantar pra duas pessoas foi farto e pedimos duas “réguas” de cerveja, que contém 7 copos de 200ml com todos os tipos de cervejas produzidas na casa, saindo tudo por U$ 15 por pessoa.


DIAS 7 e 8

(Assista ao vídeo deste dia)

YOSEMITE NATIONAL PARK

  • Entrada: U$ 30,00
  • A entrada vale por 7 dias consecutivos para um carro com até 7 pessoas

Yosemite é um dos maiores parques nacionais do mundo e, com certeza, o mais famoso. Seja para fazer trilhas, tomar banho de cachoeiras ou simplesmente curtir os pontos como o Half Dome, o El Captain ou todas as outras vistas de tirar o fôlego, não vai faltar o que fazer. Passamos dois dias visitando o parque e na entrada você recebe um mapa com tudo que precisa, até as coordenadas para usar no GPS. De longe, o que mais curtimos foi parar em pontos não tão famosos, andar pelas trilhas e descobrir jóias escondidas, como este lago aqui:

IMG_4278

Outra excelente opção é fazer um delicioso picnic no parque. O parque tem uma estrutura invejável: banheiros, restaurantes, supermercados, lojas de conveniências, centenas de pontos de descanso, mirantes, dezenas de pontos para picnic que já são preparados para garantir a segurança dos visitantes e dos animais, hotéis, resorts, pousadas, áreas de camping e até posto de gasolina. Mas, como você deve imaginar, os preços de alimentação por lá são salgados, faça a feira antes de chegar e depois aproveite por lá, como nós fizemos:

IMG_4307

Foram tantas coisas incríveis que conhecemos por lá, que fizemos dois vídeos, o do link acima e o vídeo abaixo. Tirando a entrada do parque e a sua alimentação, você não paga mais nada, o que torna este programa incrível não só pela paisagem e estrutura do parque, mas pelo baixo custo também. Dois dias foram pouco para tudo que é possível ver e com certeza voltaremos em breve para curtir mais este parque inesquecível.


DIA 9

(Assista ao vídeo deste dia)

CHECK-IN

  • Em San Francisco, não ficamos em hotel e sim na casa de amigos. Foi uma economia absurda, já que os hotéis mais simples dentro da cidade custam a partir de U$ 150,00 por diária, ficando muito mais caro e até difícil de ter vaga em certas épocas.

ROTEIRO EM SAN FRANCISCO

  • Union Square (Lojas, restaurantes, moda feminina e masculina)
  • Almoço no Pier Market, do Pier 39 (Pier 39 (at The Embarcadero))
  • Alcatraz Island (U$ 31 por adulto)
  • Fisherman’s Wharf
  • Ghirardelli Square
  • Jantamos no Punja Restaurant (2838 24th Street), de comida tailandesa. O jantar para duas pessoas sem por U$ 30.

DIA 10

ROTEIRO EM SAN FRANCISCO

  • Golden Gate Bridge (Pedágio tem que ser pago pela internet, antecipado, neste site)
  • Salsalito
  • Lombard Street
  • Presidio
  • Downtown San Francisco
  • Jantar no Pier Market Seafood Restaurant (Pier 39 (at The Embarcadero))

DIA 11

ROTEIRO EM SAN FRANCISCO

  • Japanese Tea Garden (75 Hagiwara Tea Garden Dr)
  • Golden Gate Park
  • Amoeba (1855 Haight St)Haight-Ashbury
  • Haight-Ashbury
  • Jantar no Barrel Head Brewhouse (1785 Fulton St)

Curtindo o roteiro?

Foram tantos dias incríveis que não coube tudo num só post, já que são muitas informações, links, mapas, vídeos e fotos. Então, se quiser continuar curtindo os detalhes desta viagem épica, não perca tempo e pule para a PARTE 2. (em breve)

Vai viajar? Faça sua cotação para ingressos para todos os parques de Orlandochip internacional 4G ilimitado e seguro viagem para a sua próxima grande aventura. Ah, também temos um grupo para Orlando em 2018 que você pode viajar junto com a gente.

  • Isadora Ficher

    Uhuuu, maravilha o roteiro!
    Aguardando ansiosamente a parte 2… hahaha

    Beijos

  • Marcos Stamm

    E a parte 2? Queremos ver!

  • Flávio Luis Oliveira

    Grande Nilson….. Tira uma dúvida…. A parte 2 está onde ? Não achei…. Já foi postado…. Estarei indo a California no mês 10 e gostaria muito de suas dicas… Abraços….

  • Dilze Lima

    Onde encontro a parte 2??

    • Priscila Lessa

      Tb esperand’nnn ainda vai publicar Nilton??? Abraços

  • Ana Carol

    Aonde encontro a parte 2 do roteiro?

  • Lorena

    O roteiro até o momento está fascinante. Não há parte 2? Procurei e não encontrei

  • Leonardo Peruzo

    Fala Nilson Jr, tudo certo? Espero que sim!
    Cara, sei que ja faz um certo tempo que viveu essa viagem, mas enfim, estamos aguardando ansiosamente a segunda parte do seu roteiro! Acredite, o mesmo se faz mandatório para que eu venha concluir o meu próprio roteiro para essas “bandas”, assim como os seus outros videos / postagens que já os vejo como meus “guidelines” de viagem. rsrs Obrigado, abs!

  • Antonio Cavalcante

    Estamos precisando de dicas para descer de São
    Francisco a Los Angeles.

  • Mariany Nardi

    Nilson, você irá publicar a parte II?

  • Maira

    oláa…queremos a parte 2!!!

  • Daniella Alarcão

    olá Nilson, qual hotel vcs ficaram em Monterey?

  • Amanda Souza

    Kd a parte 2 ? Posta pra gente please ????