Temporada de esqui está aberta no Canadá

Está aberta a temporada de esqui no Canadá. As opções incluem ao menos 52 centros de esqui em todo o país, dentre eles o melhor centro da América do Norte – Whistler; Banff – eleita entre os melhores lugares do mundo para 2017 –; e Tremblant, dono do sistema de neve mais sofisticado da América do Norte. Tudo no país número 1 para se visitar, o Canadá.

Com a eleição do Canadá como o melhor país para visitar em 2017, pelo ranking Best in Travel da Lonely Planet, os olhos do mundo voltaram-se para lá. Nesta época do ano – até o começo de abril -, evidentemente, a neve será a grande vedete. São inúmeras as atrações disponíveis, atendendo a todos, desde quem adora atividades outdoor a quem prefere programas relaxantes ou até mesmo os cassinos.

A charmosa Whistler, na província de British Columbia, foi reconhecida pela terceira vez consecutiva pela conceituada revista internacional Ski, como o centro de esqui número 1 da América do Norte. Localizada a apenas duas horas de Vancouver, a vila está na base das montanhas Whistler e Blackcomb, formando a maior área de esqui da América do Norte, com mais de 3,3 mil hectares. Interligando as duas montanhas está a Peak 2 Peak, apontada mundialmente como a gôndola mais longa e mais alta, com distância de 3.024 metros e 324 metros de altura.

A histórica vila de esqui de Whistler, que completou 50 anos em 2016, também foi palco das Olimpíadas e Paraolimpíadas de 2010. Talvez por isso, conte com uma extensa lista de atividades de inverno, como esqui cross-country, passeios de snowmobile, snowshoeing, bobsleigh, tube park, hockey tour, skeleton, Heli-esqui, patinação ao ar livre e muito mais. Há ainda as atrações de lazer e culturais como o Centro de Cultura Squamish, a cervejaria artesanal Whistler Brewery, tratamentos relaxantes no Spa Escandinavo, atividades indoor para a família, festivais e uma ótima gastronomia.

Partindo para a província de Alberta, as belas montanhas rochosas canadenses também reúnem ótimas atrações de inverno, como as estações de esqui próximas à cidade de Banff, nomeada pela revista National Geographic Traveler para a lista ‘Melhores do Mundo 2017’. Outra opção atraente é patinação ao redor de esculturas de gelo, no icônico Lake Louise. Dogsleding, snowshoeing, passeio de trenó, ski cross country, uma visita às cataratas congeladas de Johnston Canyon, um mergulho ao ar livre nas Banff Hot Springs e a alta gastronomia de carnes exóticas dão um toque especial às férias no inverno canadense de Alberta.

A melhor estação da costa leste canadense, de acordo com a revista Ski, Mont-Tremblant, na província de Quebec, é facilmente acessível a partir de Montreal – apenas 90 minutos de carro – ou de avião saindo de Toronto (65 minutos de voo). Ao desembarcar na charmosa vila alpina, os mais de 2,4 milhões de visitantes anuais logo percebem a dimensão e potencialidade de atividades na neve. São cerca de 79 quilômetros nas 96 trilhas para esquiar em quatro montanhas, com altitude máxima de 875 metros. Os 14 teleféricos, incluindo um elevador, transportam atletas e iniciantes por 662 acres de área esquiável. Para famílias e principiantes, aulas com mais de 400 instrutores e trilhas exclusivas. Snowshoeing, dogsledding, patinação no gelo e tubing aumentam ainda mais a diversão. Se o turista é daqueles que preferem diversificar, 30 restaurantes, 50 lojas e boutiques, uma praia, um tennis club, um Aquaclub e até um cassino também podem fazer parte do itinerário.

Em 2017 o Canadá completa 150 anos, uma ótima oportunidade para sair do comum e explorar milhares de atrações do segundo maior país do mundo. Além dos parques nacionais passarem a ter entrada gratuita e as cidades centenas de festividades, o dólar canadense está em média R$ 2,70.

Vai viajar? Faça sua cotação para ingressos para todos os parques de Orlando e chip internacional 4G ilimitado. Ah, também temos um grupo para Orlando em 2018 que você pode viajar junto com a gente.